Os comandados de Mané Trovoada acreditam que podem fazer história no Afrobasket 2021

Os comandados de Mané Trovoada acreditam que podem fazer história no Afrobasket 2021

Partilhar com amigos

Cabo Verde terá pela frente no jogo de acesso a final, amanhã dia 4 de Setembro em Kigali às 11,00 horas, a poderosa Tunísia.

Os cabo-verdianos participam pela sétima vez na competição e o melhor resultado foi uma Medalha de Bronze, 3° lugar, em 2007.

A Selecção Nacional de Basquetebol Sénior Masculino, por ter sido vencedor do Grupo A, ficando, portanto, em 1º lugar, foram directamente para os quartos de final, tendo descansado quatro dias e venceram o Uganda por 79-71.

Os ugandeses que terminaram o Grupo D em terceiro tiveram que disputar os oitavos de final, onde no dia 31 de Agosto, eliminaram a Nigéria, por 80 – 68, tendo sido derrotados pelos cabo-verdianos.

A Seleção Nacional chegou a esta fase pela primeira vez, há catorze anos em Angola.

A equipa que na época ficou conhecida por ” Bravos Guerreiros” e que no comando tinha o mesmo selecionador, Emanuel Trovoada derrotou a Nigéria na altura, por 62-53.

Esse treinador disse hoje ao Sportsmídia que amanhã frente a Tunísia, vamos ter um Cabo Verde de sempre, que entra em campo sem medo de qualquer adversário e para ganhar.

Os outros semi-finalistas são Senegal e Costa do Marfim, que garantiram o acesso na quarta-feira ao vencerem a Angola e a Guiné-Conacri por 79-74 e 98-50, respectivamente.

Cabo Verde defronta nas meias-finais amanhã Sábado dia 4, a Tunísia, campeã em título, que qualificou-se ao vencer o Sudão do Sul por 80-65.

SPORTSMÍDIA

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

six + 16 =