Titico o meu menino de ouro

Titico o meu menino de ouro

Partilhar com amigos

Um título sugestivo. Ontem estive a ler no perfil de Nilson Pires, uma história que gostaria de partilhar com os leitores deste Portal de Desporto de Cabo Verde, porque é uma forma de eu assumir que de facto o desporto aproxima as pessoas.

Nilson Pires, não me diz quase nada, mas “Titico”, para aqueles, que conhecem a adoração que temos um pelo o outro, exemplo a Joana a mãe dele, o meu companheiro inseparável das grandes reportagens, Simão Rodrigues jornalista da Inforpress, compreendem a razão do título.

Todas as vezes que eu ia fazer uma reportagem, daqueles que têm uma deficiência física, chegava à casa com uma sensação de alegria/tristeza, pois, não é todos os dias que se convive com pessoas portadoras de deficiência, mas que têm uma alegria de viver contagiante.

Titico (o miúdo que eu adoro) nasceu com uma deficiência nos membros inferiores, hoje tem 17 anos de idade, quando o conheci ele devia ter uns 8 anos, desde aquela altura todas as vezes que eu chegava numa competição, todo o mundo me dizia olha, lá está o teu rapazinho, e, isso me deixava orgulhoso e vaidoso.

Na apresentação das Galas de Desporto da Câmara Municipal da Praia, foram umas oito, quando eu me dirigia para o palco juntamente com a minha apresentadora, ele ia atrás de nós a saltitar, agora imaginem, com a sala de espetáculos da Assembleia Nacional, com a lotação esgotada e com o público de pé a aplaudi-lo, ficava todo arrepiado.

Eu sei que Titico, quando falava comigo demonstrava uma força que eu admirava, pois, apesar da deficiência física, demonstrava que estava determinado em a superar todos os obstáculos que lhe surgiam pela frente, pois, ele defende que a sua força interior foi herdada na mãe, que por capricho de destino, tem a mesma deficiência física, mas nunca desistiu de alcançar os seus objectivos.

Vou apresentar alguns dados que provam, que este é o meu miúdo de ouro:

Representa o Grupo Mon Na Roda um grupo que já representou Cabo Verde em eventos, regionais, nacionais e internacionais e do Comité Paralímpico, onde ele pratica várias modalidades de desporto adaptado como basquetebol, voleibol sentados, corrida em cadeiras de rodas, lançamento e levantamento de peso onde conquistou várias medalhas para Cabo Verde.

Foi Medalha de Ouro numa competição internacional na Polónia.

Aos 15 anos de idade foi considerado num dos TOP 3 a nível mundial na Dança em Cadeiras de Rodas.

Em 2019, foi condecorado pelo Presidente da República, com uma Medalha de Mérito.

Lembro-me como se fosse hoje, quando terminou um espectáculo internacional, fiquei a tua espera e a tua mãe Joana, me disse que quando estavas a ser aplaudido pelo público de pé, pela tua brilhante participação, ela me disse “Cardoso”, fiquei emocionada por ser meu filho, mas estava a pensar em ti como devias estar, ao ver o Titico a exibir daquela forma, palavras que me marcaram muito.

Um dia se Deus quiser, tenho fé a Sports Mídia, terá apoio financeiro, para trazer esse Grupo maravilha, Mon Na Roda a São Vicente, para verem, ao vivo o que vales, promessa anunciarei a tua entrada no palco.

Titico é um campeão, agora estuda o 12º Ano e a meta traçada é licenciar-se em Gestão Desportiva, confio em ti, pois, será o primeiro professor de Educação Física com deficiência em Cabo Verde, consciente que irá derrubar mais alguns obstáculos, não só a rampa de acessibilidades, mas acesso ao mercado de trabalho e inclusão.

Meu querido Titico, Deus tem me dar vida e saúde, para acompanhar de perto as tuas conquistas.

Fica uma certeza, no dia que nós nos encontrarmos, não podes saltar para cima de mim, porque já não tenho forças para te suportar. Estás um big man! Sucessos meu menino de ouro.

SPORTSMÍDIA 

 

 

 

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

ten − seven =