Repetição do África do Sul x Senegal é um precedente muito perigoso, Manuel Duarte

Partilhar com amigos

O antigo árbitro internacional Manuel Duarte considera um precedente muito perigoso porque contradiz as leis do jogo, a decisão da FIFA de mandar repetir o jogo em que a África do Sul venceu o Senegal por 2 a 1, pela 2ª jornada do Grupo D de Apuramento para o Mundial, Rússia 2018.

Segundo Duarte, no caso o árbitro cometeu erros de análise e pode ser castigado mas segundo as leis do jogo esses tipos de erros não têm apelo.

“A grande penalidade que ele marcou não existiu, ali é um erro de análise, não dá para repetir o jogo. Ele [Lamptey] pode ser castigado mas não é alterado o que foi materializado no jogo”, explica.

Para Manuel Duarte que tem uma vasta experiência de arbitragem em jogos internacionais no continente, inclusive apitou a final da Liga dos Campeões de África de 1997, só pode haver repetição se o espírito das leis do jogo forem deturpadas, se existir erro técnico.

Questionado sobre a irradiação do juíz ganês, Duarte responde que podem por exemplo ter chegado a conclusão que ele foi subornado, “No caso só pode ter havido coisas extra campo”.

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

twenty + four =