Nuno Dias luso-cabo-verdiano candidata-se à presidência da Federação Nacional de Karaté de Portugal

Nuno Dias luso-cabo-verdiano candidata-se à presidência da Federação Nacional de Karaté de Portugal

Partilhar com amigos

Nuno Manuel Gonçalves Dias nasceu em Cascais no dia 27 de Março de 1978, portanto, tem 42 anos de idade, é um karateca português, e, a paixão por essa modalidade vem de tenra idade, é um atleta de alta competição e praticante do estilo shukokai, possuidor também de nacionalidade cabo-verdiana.

Já representou Portugal em várias provas internacionais e esteve ao serviço das selecções nacionais portuguesas durante vários anos, e, ainda representou em 2018 Cabo Verde no Mundial WKF em Espanha-Madrid, e, está a contar participar no Torneio de qualificação olímpica para representar Cabo Verde.

Nuno Dias conta no seu palmarés com vários títulos mundiais de karaté shukokai e várias medalhas conquistadas nas principais provas do circuito mundial.

Esse filho de pai cabo-verdiano e de mãe portuguesa, candidata-se à presidência da direcção da Federação Nacional de Karaté de Portugal, existindo para já duas listas, e, as eleições devem acontecer entre os meses de Março e Maio de 2021.

O lema da lista desse karateca descendente de cabo-verdiano, é Progresso-FNKP. Uma lista jovem com conhecimentos diversificados e com muita vontade de dar uma visão mais moderna à modalidade, valorizando a tradição.

Dias aceitou esse desafio de se candidatar a presidente da direção da Federação Nacional de Karaté de Portugal, pelo facto de várias pessoas lhe terem abordado, referindo que acreditam nas suas capacidades para criar uma federação mais dinâmica.

Ao fazerem-lhe  essa perspectiva, ponderou e chegou à conclusão que com toda a experiência que adquiriu em mais de 20 anos ao serviço de Portugal nas mais importantes competições no mundo, concederam-lhe um Know-How que lhe permite contribuir de forma impar para que a modalidade cresça de forma holística.

Nuno Dias disse ao Sportsmídia que o seu projeto (da sua equipa) passa por desenvolver o karaté português em todas as vertentes, quer sejam competitivas ou tradicionais, com isto criar condições que permitam que todos os agentes desportivos ligados à modalidade tenham as melhores condições para desempenharem o seu papel.

Pretendem desenvolver e disseminar a prática da modalidade nas diversas regiões que compõem o país, e têm estratégias para fazer dessa instituição autossustentável – com angariação de patrocinadores.

Há um plano estratégico de marketing e comunicação que levará o karaté a ser melhor conhecido pelo grande público, além de uma série de outros objetivos que revelarão em breve, pois identificaram os ” stakeholders” que lhes permitirão ter sucesso nessa nobre missão.

SPORTSMÍDIA

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

4 × one =