Macky Silva estuda engenharia informática mas quer ser profissional

Macky Silva estuda engenharia informática mas quer ser profissional

Partilhar com amigos

Marco Paulo Gomes da Silva, nasceu a de Fevereiro de 1999, tem 21 anos de idade.

Começou a praticar basquetebol no Polivalente de Cruz João Évora, com o  treinador Sarda, que ministrava os treinos naquele recinto desportivo . Sendo um atleta de corpo inteiro, na altura já treinava futebol e karaté, basquetebol, só Karaté nas férias escolares e no ano lectivo escolar, normal futebol e karaté.

Macky Silva deixou de treinar durante um largo período juntamente com os colegas, mas  o treinador Sarda conhecedor das qualidades desses jovens, foi buscar-lhes em casa, porque tinham uma semana para treinar para jogo um jogo.

Continuou a treinar, mas nessa época havia apenas competição de juniores, ele era ainda muito novo, mas já sonhava em jogar com os mais velhos.

O seu primeiro jogo federado actuou com equipamento da equipa Ginásio Clube Progresso em que apenas quarenta e sete segundos, tendo feito um lançamento bateu no aro, mas não entrou que lhe deu uma felicidade enorme e que pensou que o basuqtebol era a sua modalidade preferida.

No ano seguinte já no 9°ano escolaridade jogou na equipa de juniores que a escola Liceu Ludgero Lima, que possuía uma grande equipa liderada pelo Prof José Pina.

Nesta equipa Macky tinha os seus companheiros como ídolos, malabarismo que faziam nos jogos, então ele copiava para fazer no próximo treino para tentar impressioná-los.

Como ainda era novo jogava apenas com as equipas mais novas, mas o pouco que jogava eu ia matando a sede de jogar e alimentava meu amor por esta modalidade.

Na época ficaram em 2°lugar, mas foi o último ano infelizmente da equipa, porque a maioria dos jogadores era seu último anos como juniores.

Com a criação da Escola Rodrigo Mascarenhas, que era coordenador Zola e como treinador o Sarda,ele abraçou esse projeto como aluno e jogador.

Gostava dos treinos, mas na época já se sentia mais evoluído que todos os seus colegas, reconhecendo que estava até a tornar-se um pouco arrogante,treinava na brincadeira até que um dia o coordenador Zola no treino, lhe colocou no banco, dando uma valente reprimenda, apelidando-lhe mesmo de arrogante e disse-lhe, que se não mudasse o seu comportamento nunca mais jogaria naquela equipa, foi sentar-se e chorou.

Mas naquele momento, foi a chave para todas as suas conquistas, começando a treinar com muita garra e humildade todos os dias na máxima força.

Silva participou no Campeonato Regional de Sub-16, ficou em 2° lugar, e, nessa mesma época jogava nos juniores, ficando em 2°lugar.

No ano seguinte, jogou apenas nos juniores, tendo realizado uma boa época, com o Sarda como treinador, o técnico que considera peça fundamental na sua evolução como jogador. Treinava todos os dias, às vezes ele e  esse técnico ião mais cedo para treinar por causa da escola, treinava apenas trinta minutos por causa das aulas ficando em segundo lugar perdendo apenas com a Académica do Mindelo, a equipa mais forte da prova, tendo sido o MVP da época pelos (juniores).

Depois dessa excelente época recebeu um honroso convite do conceituado treinador Kula, para ir defender as cores da Micá, mas no princípio não foi nada fácil, porque o estilo do jogo era outro, mas com os treinos a integração foi rápida.

Esse basquetebolista, reconhece que foi uma grande época na Académica do Mindelo e foi o MVP da prova. O Campeonato Nacional de Basquetebol era em São Vicente, tendo começado muito bem a prova máxima de clubes, mas a equipa teve algumas baixas e ele próprio teve uma lesão num pé (entorse), tendo ido parar ao hospital, mas graças a fisioterapeuta Liliana Oliveira, que lhe fazia tratamento duas vezes por dia, viu nele determinado em jogar a sua primeira grande final, conseguiu fazer parte do cinco ideal, mas a Micá perdeu frente ao Palmarejo Bulls, e, foi o seu último jogo nos juniores.

Já nos seniores, a equipa era muito forte, treinava muito, de manhã sózinho e à tarde com os colegas, mas teve algumas dificuldades por caus de uma lesão num joelho, mas devido a categoria da equipa, foram campeões e foram jogar o Campeonato Nacional de Basquetebol na ilha da Boa Vista, foram à final e perderam frente ao Bairro que por capricho do destino já estava a ser treinado pelo técnico Kula.

Como não tinha vínculo com nenhuma equipa, no ano seguinte o Rodrigo Mascarenhas, criou o projeto Sporting Clube Farense, onde reuniram grandes jogadores, que  ele gostaria ter jogado desde os tempos de juniores.

Foi uma época boa segundo Silva, embora tenha começado inconstante, ele foi adaptando, as exigências do então técnico Rodrigo Mascarenhas, uma figura incontornável dessa modalidade, apesar da sua rebeldia.

Foram campeões regionais, e, no último jogo do Play-Off, ele tinha suturado a face com oito pontos, depois de uma queda que até desmaiou, mas jogou e sagraram-se campeões regionais, e, ele foi o MVP.

A fase final do Campeonato Nacional de Basquetebol era na Cidade da Praia, e sofreram uma pesada derrota frente ao Prédio, que ele próprio reconhece que foram superiores.

Macky Silva disse ao Sportsmídia, que estuda a engenharia informática, mas quer ser profissional de basquetebol.

Ele não tem um ídolo no basquetebol mas gosta de Kyrie Irving, e, principalmente, de Kobe Bryant, por causa da sua mentalidade.

SPORTSMÍDIA  

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

five × 1 =