Jogos Olímpicos de 2021 podem realizar-se mesmo sem vacina

Jogos Olímpicos de 2021 podem realizar-se mesmo sem vacina

Partilhar com amigos

O Comitê Organizador dos Jogos estuda uma competição com público reduzido e  testagem permanente em funcionários, atletas e público presente, apesar de acreditar que o novo coronavírus tem tudo para perder força para os próximos Jogos Olímpicos em Tóquio no ano que vem, e, que os mesmos sejam realizados num ambiente totalmente diferente.

Os cuidados continuarão acontecendo, podendo fazer com que o evento tenha um ambiente um pouco diferente do habitual, caso ainda não existir uma vacina.

Portanto, os Jogos Olímpicos de 2021 em Tóquio podem ter menos pessoas e testes serão realizados a todos os presentes, assunto que vai ser analisado muito proximamente com o Comité Olímpico Internacional (COI), e, estima-se que até agora, o prejuízo da não realização dos mesmos este ano, por causa do COVID-19, deve rondar os três bilhões de dólares.

O Sportsmídia sabe que todos os planos estão ainda numa fase de avaliação, estudando como vamos ser capazes de optimizar os Jogos, tendo sempre em conta o custo adicional do adiamento dos mesmos.

Caso os Jogos Olímpicos de se confirmarem, estão programados para acontecer entre 23 de Julho a 8 de Agosto do próximo ano, com os Jogos Paralímpicos marcados para serem realizados entre 24 de Agosto e 5 de Setembro.

A organização dos Jogos Olímpicos quer apresentar ao Comité Olímpico Internacional, a possibilidade das cerimónias de Abertura e de Encerramento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos serem unificadas, com menos voluntários, além do evento do revezamento da Tocha Olímpica, ser mais racionalizado e simplificado.

SPORTSMÍDIA

 

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

fifteen + 3 =