Joaquim Ribeiro um homem todo o terreno

Joaquim Ribeiro um homem todo o terreno

Partilhar com amigos

No dia 3 de Outubro do longíquo ano de 1913, nascia em Bolama Guiné-Bissau, um ser de sexo masculino a quem foi posto o nome de Joaquim Avelino Ribeiro, filho de Joaquim Ribeiro, portanto, se ele fosse vivo completaria hoje 107 anos.

Estudou em Lisboa, e, foi um homem muito admirado na Cidade da Praia, pois, era muito útil e solidário, visto que, era uma pessoa de decisões rápidas e determinadas, por causa da sua forte personalidade.

Joaquim Ribeiro, vulgarmente, conhecido por “Quinquim Ribeiro”, foi uma pessoa que eu (Cardoso da Silva ) teve a felicidade de lidar com ele de perto, enfim caí na sua graça, por isso, que o título vem de acordo daquilo que lhe dizia sempre ( o Sr. é um homem todo o terreno), e, senão vejamos.

Vida Desportiva:

  • Desportista de eleição, foi atleta do Sporting Clube de Portugal, o seu clube de coração, Professor de Educação Física no Liceu Gil Eanes,  promoveu o futebol, voleibol, boxe (foi um bom pugilista), presidente da Federação Cabo-Verdiana de Futebol contribuindo muito para a sua filiação na FIFA, tem uma sala conferências com o seu nome na sede da FCF, como reconhecimento e de Boxe, entre outras modalidades.

Vida Pública:

  • Administrador do Concelho de Santa Catarina de Santiago, Director da “Saga”, Sociedade Anónima de Géneros Alimentícios, foi um dos primeiros fundador e Director dos Transportes Aéreos de Cabo Verde, Director da Revista Certeza, desde do tempo do Aeroclube, S antigo Presidente do Rádio Clube,  Secretário Municipal de São Vicente, em 1955 fundou o Aeroclube de Cabo Verde que veio servir de inspiração para a abertura dos (TACV) em 1958 que era para fazer ligações inter-ilhas e um dos gerentes da conhecida Casa Serbam na Cidade da Praia.

Tenho muito orgulho em ter convivido de perto com esta figura ímpar do desporto cabo-verdiano, pois, me tratava carinhosamente por filho, aproveitando hoje, para lhe prestar essa singela homenagem póstuma.

Em finais de Abril ele foi internado no Hospital Agostinho Neto, fui lá visitá-lo várias vezes, e, num domingo ele estava pronto para viajar para Portugal (evacuado), onde veio a falecer no dia 10 de Maio de 1992 com 79 anos, cheguei no quarto onde ele estava internado, não podia receber visitas, bati e timidamente a Lena a filha abriu-me à porta, dizendo tu podes ir despedir dele, porque és como um filho.

Entrei, foi a primeira vez em catorze anos,  que vi o Sr. Ribeiro como lhe chamava despenteado, vi que não era coisa boa, mas a minha missão naquele instante, era transmitir-lhe palavras de ocasião, como força, coragem, tudo vai passar, regressará em forma etc, etc, mas ele como era muito corajoso e destemido, apertou-me a mão e disse-me essas últimas palavras que gravei para sempre ” Ó filho isto é, o princípio do fim”. E, abandonei o quarto sem palavras.

Aproveito para dizer um obrigado especial, a este homem que me ensinou muito como se deve estar na vida e no desporto.

SPORTSMÍDIA     

 

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

three × one =