Goleada de quatro já derrubou dois selecionadores

Partilhar com amigos

Cabo Verde despediu-se da Fase de Apuramento para o Mundial, Rússia 2018 com uma derrota por 4 a 0 em Ouagadougou frente ao Burkina Faso, num jogo em que o guarda-redes Vozinha deitou tudo a perder no primeiro minuto dos descontos.

Esta foi a segunda derrota de Cabo Verde por quatro a zero, com Lúcio Antunes no comando. A primeira foi no início do ano, no amigável para residentes com Marrocos.

Goleada de quatro a zero no fim de um ciclo da Fase de Apuramento já marcou a despedida de dois selecionadores de Cabo Verde.

O brasileiro Ricardo Rocha fez sua última partida no dia 9 de setembro de 2007 em Conakry na última jornada da qualificação para a Copa de África das Nações, Gabão 2008. Tomou quatro golos, não marcou nenhum. Apesar da derrota o jogo deixou uma marca, a estreia do médio Babanco que é o maior internacional de sempre.

Outro que não resistiu a quatro bolas nas redes sem resposta foi o cabo-verdiano Alexandre Alhinho. No dia 8 de outubro de 2005, no Estádio da Várzea, pelas eliminatórias conjuntas para a CAN, Egito e Mundial, Alemanha 2006.

Alexandre não consegui armar uma estratégia para parar os craques Appiah, Essien, Gyan, Muntari e companhia e sofreu a maior derrota em casa na história da equipa nacional e foi-se embora após apadrinhar a primeira qualificação do Gana para o Mundial.

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Leave a Comment

(required)

(required)

13 + three =