Há duas décadas Cabo Verde vencia a Taça Amílcar Cabral

Partilhar com amigos

Completam hoje (14), vinte anos que a Seleção Nacional conquistou a sua única Taça Amílcar Cabral, título que o País perseguia desde a primeira edição em 1979, na Guiné Bissau.

A tão sonhada conquista foi dentro do Estádio da Várzea, na segunda vez que a prova foi realizada no Arquipélago.

Na decisão, Cabo Verde venceu o vizinho Senegal, por 1 a 0, golo do avançado e capitão Toy de Sal, após assistência de Zezinho.

Sob o comando de Óscar Duarte, Cabo Vedre alinhou na final com:

Hélder (Gr); Hermes (Loloti), Zé Piguita, Bubista e Delgado; Tchulass, Jair (Pú) e Lemos; Zezinho (Artur Jorge Vicente); Bob e Toy d’ Sal [Cap].

Completaram os convocados Camelo (Gr), Finga, Dicha, Caló, Vargas e Tchiba.

Para chegar a decisão, nas meias-finais, Cabo Verde deixou para trás a Guiné Conacry, vitória de 2 a 0, golos de Jair e Toy de Sal.

Na fase de grupos, a Seleção Nacional estreiou com empate a um golo frente a Gâmbia, marcou Bob. Em seguida venceu a Serra Leoa por 1 a 0, golo de Zezinho e fechou o grupo com empate a dois diante do Senegal, marcaram Bob e Toy de Sal.

A conquista teve um sabor muito especial, por ter sido em cima do vizinho Senegal. Nove anos antes, os senegaleses haviam tirado o título aos cabo-verdianos, em sua casa pelo mesmo placar, com um golo em cima dos noventa minutos, de grande uma penalidade duvidosa, após uma suposta falta de César Body.

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

four × four =