F.C.F condenada a indemnizar e a reintegrar antigo Secretário Geral

Partilhar com amigos

O Tribunal da Comarca da Praia Juízo do Trabalho declarou ilegal, o despedimento do antigo Secretário Geral da Federação Cabo-verdiana de Futebol, Adilson Gonçalves.

Gonçalves que trabalhava na F.C.F desde 2012, foi despedido no dia 30 de setembro de 2015 através de um despacho de cessação de funções emitido pelo Presidente da Direcção, Victor Osório.

Devido a ilegalidade do despedimento, a F.C.F foi condenada a reintegrar o antigo Secretário com a mesma categoria e antiguidade.

Também a instituição que gere o futebol nacional terá de pagá-lo as retribuições desde o despedimento até a integração, um valor que ronda os mil e setecentos contos.

Ainda a sentença diz que caso não for reintegrado, a Federação é obrigada a pagá-lo além das retribuições — cerca de 1.700 contos — uma indmenização de antiguidade correspondente a dois meses de salário por cada ano de serviço.

A decisão foi em primeira instância e a F.C.F ainda pode recorrer.

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Leave a Comment

(required)

(required)

3 × 3 =