DGD nega acordo com a FCF para pagar equipa técnica dos Tubarões Azuis

Partilhar com amigos

A Direcção Geral dos Desportos negou hoje (16) em nota enviada a imprensa, qualquer acordo com a Federação de Futebol para o pagamento da equipa técnica dos Tubarões Azuis.

A entidade que executa a política desportiva do Governo admite que o assunto foi abordado durante as negociações do Contrato Programa mas esclarece que comprometeu sim, em levar a proposta á avaliação da tutela e foi o que fez.

Mais adiante, a DGD explica que no dia 24 de fevereiro, em nota (ver abaixo) endereçada á FCF, o Ministério do Desporto respondeu que não seria possível a transferência mensal de quinhentos mil escudos para a entidade que gere o futebol nacional para o referido pagamento, por ser uma despesa regular e permanente, de difícil equacionamento, fora do Contrato Programa.

A Direcção Geral dos Desportos conclui que a Federação nunca poderia contar com algo que sabia que não era possível e adianta que perante a gravidade da situação noticiada irá contactar a FCF para clarificar os factos.

A reacção da DGD veio na sequência da notícia publicada ontem por SportsMídia, em que fonte da FCF atribuiu o atraso salarial de seis meses da equipa técnica dos Tubarões Azuis a um alegado incumprimento do Governo, que supostamente não disponibilizou e nem consagrou no Contrato Programa deste ano, 500 contos mensais para pagar os treinadores Lúcio Antunes, Eneas Antunes (Nelito), Fernando Neves (Nando), Rui Alberto Leite e Men Ramirez (Bera).

 

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

twenty − nineteen =