Cabo Verde não consegue receber Zone 4.4 Individual Championships 2019.

Cabo Verde não consegue receber Zone 4.4 Individual Championships 2019.

Partilhar com amigos

A Federação Cabo Verdiana de Xadrez durante grande parte do tempo dos meses de Dezembro-2018 e Janeiro-2019 esteve a preparar e a desenvolver esforços para a eventual realização em território nacional, numa organização conjunta com a Confederação Africana de Xadrez (CAX), dos Campeonatos Africanos da Zona 4.4, uma competição continental individual que engloba um Torneio Open, Torneio Feminino e Torneios de Rápidas e de Semi-Rápidas.

Quando tudo se fazia prever que durante o mês de Julho a Cidade da Praia iria receber esta competição continental, a FCX foi surpreendida com uma exigência da CAX (Confedração Africana de Xadrez), que pretendia a sua realização antes do African Individual Chess Championship 2019, o que obrigaria a realizar o Zonal 4.4 em Abril ou Maio, altura que foi considerada muito perto para preparar e organizar um evento desta envergadura.

Desde a primeira hora que a exigência da CAX era da realização do evento até ao final de Julho, porque ele apuraria para a Taça do Mundo, nada fazendo prever esta tomada de posição de ultima hora.

Para melhor entendimento do que se passou, a FCX apresenta uma sequência cronológica de todo este processo:

-1- No início de Dezembro de 2018, o Sr. presidente da FCX, Francisco Carapinha, foi contactado pelo Sr. Secretário-Geral da CAX, Mr. Kezzie Msukwa, no sentido de saber do interesse de Cabo Verde organizar uma competição Africana.

-2- Foi respondido que havia todo o interesse e depois de algumas trocas de mensagens, primeiro, e de e-mails depois, em 11 de Dezembro de 2018, o Sr. Msukwa, enviou um mail em que informava que a intenção de sediar esse evento internacional em Cabo Verde o Zone 4.4 Individual Championships 2019 tinha sido aceite e que o mesmo devia se realizar nunca depois de Julho de 2019.

-3- Depois de terem sido analisadas várias hipóteses e soluções, foi decidido a realização do evento na Cidade da Praia, isto por questões de transportes aéreos e porque a outra hipótese, a ilha do Sal, estaria com muita actividade com os Jogos de Praia em Junho, altura em que havia muitos acontecimentos desportivos e foi decidido ainda propor as datas de 19 a 28 de Julho para a realização do evento.

-4- Antes destas decisões já a FIDE tinha publicado na sua página, que o Zone 4.4 Individual Championships 2019 se iria realizar em Cabo Verde.

-5- Depois de ter sido comunicado ao Sr. Msukwa as datas e local escolhidos para a realização do evento, o próprio contactou com a FIDE para a aprovação das datas, não tendo sido colocada qualquer objecção.

-6- Estranhamente, um dia depois da troca de mails entre o Sr. Secretário Geral da CAX e o CCO da FIDE (Federação Internacional de Xadrez), o Sr. Presidente da CAX enviou um mail, para o CCO da FIDE, com o conhecimento do Sr. Presidente da FCX, para que informasse o presidente da FCX que o 2019 Zone 4.4 Individual Championships tinha de ser realizado antes do 2019 African Individual, que se realiza em Junho próximo.

-7- Com essa exigência, essa competição continental teria de ser em Maio ou Abril, o que se tornava impossível pela escassez de tempo para a preparação e realização condigna desse evento continental, facto que foi transmitido a Confederação Africana de Xadrez, conjuntamente com a indignação da FCX, por não perceber essas exigências de última hora para Cabo Verde, quando o Zone 4.4 Individual Championships do ano passado, só se tinha realizado em Dezembro último no Burkina Faso;

-8- Em 20 de Janeiro a FCX recebeu um e-mail indicando que o “Board” da Confederação Africana de Xadrez, reunido em Nairobi, decidiu atribuir o Zone 4.4 Individual Championships a outro país, mais tarde a instância máxima do xadrez em Cabo Verde veio a saber que era o Ghana, país que quase todos os anos tem realizado uma competição africana.

A Federação Cabo-Verdiana de Xadrez veio a saber recentemente, que este tipo de comportamento também aconteceu com o Senegal, dando a entender que a CAX e o seu presidente só se interessam e dão atenção a metade dos seus países membros, pelo menos vendo pelos países a quem têm sido atribuídos eventos e benesses.

A Federação Cabo-Verdiana de Xadrez informa ainda que, durante todo este processo tiveram o apoio incondicional e a colaboração do Comité Olímpico Cabo-verdiano, que incentivou a instância máxima do xadrez em Cabo Verde a aceitar esse o desafio, para se candidatar à realização do Zone 4.4 Individual Championships 2019.

O Sportsmídia sabe que a Federação Cabo-verdiana de Xadrez de acordo com o estipulado no Art.º 6.º do Regulamento de Competições e Filiações da FCX, em vigor desde o passado dia 1 de Outubro de 2016, informa que os escalões etários em vigor para a época de 2018/2019, são os seguintes:

-a) Sub 08 nascidos no ano de 2011 ou depois dele;

         – b) Sub 10 nascidos nos anos de 2009 ou 2010;

         -c) Sub 12 nascidos nos anos de 2007 ou 2008;

         – d) Sub 14 nascidos nos anos de 2005 ou 2006;

         -e) Sub 16 nascidos nos anos de 2003 ou 2004;

         -f) Sub 18 nascidos nos anos de 2001 ou 2002;

         – g) Sub 20 nascidos nos anos de 1999 ou 2000;

         – h) Veteranos +50 nascidos de 1955 a 1969;

         -i) Veteranos +65 nascidos no ano de 1954 ou antes;

         – j) Seniores os restantes.

SPORTSMÍDIA

 

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Leave a Comment

(required)

(required)

13 + 13 =