Cabo Verde com bom retrospeto contra seleções europeias

Cabo Verde com bom retrospeto contra seleções europeias

Foto: Marcos Fonseca

Partilhar com amigos

A vitória de Cabo Verde sobre o Luxemburgo por 2 a 0, golos do defesa central Gegé e do avançado Júlio Tavares, foi a primeira sobre os luxemburgueses, após três amigáveis terminarem empatados: dois (0 a 0) e outro (1 a 1), golo de Valter.

Este também foi o terceiro triunfo dos Tubarões Azuis sobre uma seleção nacional do Velho Continente, todos foram pelo mesmo placar, 2 a 0.

O treinador Lúcio Antunes que promoveu as estreias, do jovem atacante Jovane — melhor marcador de sempre dos Jogos da CPLP, com 13 golos — de Ponck, Hélder Tavares e Totti, venceu pela primeira vez, nesta sua terceira passagem pela Seleção e passou a ser primeiro cabo-verdiano a derrotar um país europeu.

A primeira vitória dos kriolos sobre uma nação europeia, aconteceu no dia 4 de setembro de 2009. Sob o comando técnico do treinador luso, João de Deus, Cabo Verde venceu Malta.

A partida marcou a estreia como goleador da seleção principal, do avançado Nhuck — bronze e ouro nos Jogos da Lusofonia — e que se tornaria no melhor marcador de sempre em jogos internacionais. O defesa central Nhambú que confirmou a vitória, com um golo de cabeça após um canto, também marcou pela primeira vez.

Cabo Verde voltaria a saborear uma vitória sobre um membro da UEFA, no dia 31 de março de 2015. Com o apoio da comunidade derrotou o Portugal por 2 a 0, no Estádio Coimbra da Mota, em Estoril. Odair Fortes (Pelado de Vila Nova) abriu o caminho com um golaço e Gegé garantiu o triunfo, ele que é o melhor marcador kriolo contra seleções europeias, com 2 golos.

A vitória sobre os portugueses que comemoravam um século da sua Federação da qual Cabo Verde pertenceu antes de ser independente, marcou a despedida do presidente da FCF, Mário Semedo, o arquiteto da ascenção cabo-verdiana no Ranking da Fifa e da consequente projeção do país no mundo do futebol.

O Arquipélago soma agora, oito amigáveis com seleções da UEFA, todos fora de casa e um retrospeto de três vitórias, quatro empates e uma derrota, oito golos marcados e cinco sofridos.

Antes de enfrentar seleções europeias, Cabo Verde passou por testes com clubes. A primeira digressão aconteceu em 1990. Em Luxemburgo, a Seleção treinada por Armando Soares (Armandin), não saiu do 0 a 0 com o Avenir Beggen da 1ª Divisão, seguiu para a França e empatou a um golo com o Beauvais do segundo escalão, foi a Holanda e perdeu por 3 a 0 com Sparta de Rotterdam, antes de passar pela Alemanha.

O país também enfrentou regiões europeias. Na comemoração do 15º Aniversário da Independência nacional, venceu a Madeira por 2 a 1 no Estádio da Fontinha e em 2013, perdeu com a Catalunha por 4 a 1 no tradicional amigável de fim de ano dessa região espanhola, num encontro que marcou a despedida de Lúcio Antunes, após o sucesso na Copa de África das Nações.

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Leave a Comment

(required)

(required)

ten − three =