Cabo Verde cede empate na eliminatória com o Senegal

Partilhar com amigos

Senegalesas dominaram e venceram por 3 a 0                                                                     Foto: Marcos Fonseca

A Seleção Nacional perdeu hoje (28) com o Senegal por 3 sets a 0, no Pavilhão Vavá Duarte na Praia, o segundo jogo da série melhor de três, do apuramento da Zona II para os Jogos Africanos, Marrocos 2019.

As senegalesas impuseram sobre as Musas do Atlântico com os parciais de 25-23, 25-21 e 25-23 e forçaram a terceira partida prevista para amanhã, a partir das 19 horas.

O Jogo

As senegalesas entraram determinadas a mudar a imagem deixada no jogo anterior e cedo abriram vantagem, 7-1.

A cabo-verdiana Lúdmila Varela reduziu para 7-2 e acordou as colegas que reagiram e empataram no décimo quinto ponto através da central Nilza.

O jogo voltou o estar empatado no décimo sexto ponto, Senegal ganhou um ponto bloco mas na hora do serviço bolou fora.

A seleção visitante tomou a frente no décimo sétimo ponto, abriu vantagem até Clarinha empatar no vigésimo terceiro ponto. Senegal fez mais dois e fechou o set em 25-23.

No segundo set, Cabo Verde abriu três pontos de vantagem logo no início mas cedeu empate no sétimo ponto quando a líbero Juma não conseguiu receber um serviço.

As senegalesas aproveitaram um remate para fora de Ludmila e um remate forte contra Juma e ampliaram para 9-7. As Musas do Atlântico empataram com um remate e um serviço, ambos da atacante Bia.

A partida manteve-se equilibrada e no décimo quarto ponto o placar registava novo empate, que foi desfeito com dois remates no bloco, um da capitã Nilza e outro da atacante Bia. A libero Juma não consegui receber em boas condições e a desvantagem das crioulas aumentou para 17-14.

Com o jogo controlado, as experiente senegalesas só tiveram que gerir a vantagem e fechar o set em que tiveram menos dificuldades, por 25-21.

No terceiro e último set, o selecionador Américo Lopes deixou Clarinha no banco, fez entrar Irina conseguiu fazer a equipa aproximar um pouco do nível apresentado na sexta-feira.

A profissional Bia deixou sua marca num rematou forte, Nilza ganhou no bloco e puseram Cabo Verde em vantagem 8-4. As adversárias foram encurtanto distância até empatarem no décimo quinto ponto.

Dai em diante a disputa foi renhida, tendo registado empates nos pontos, 16, 17. 19 e 22 e com mais experiência o Senegal fechou o set 25-23.

O Senegal contou nesta vitória com um forte trabalho de estatísticas. O selecionador era permanentemente informado dos postos fortes e fracos de Cabo Verde para devidas ratificações no seu jogo.

 

Ficha Técnica

Árbitro Principal: José da Veiga (Cabo Verde); Auxiliar: Fatou Ndiaye (Senegal)

CABO VERDE: 6 – Tchumamai – Maria Correia (ABC) [2]; 9 – Lú – Ludmila Varela (Seven Stars) [3], 8 – Clarinha – Clara da Graça (Desportivo de Fonte Francês) [4]

5 – Nilza Gonçalves [Cap] (Desportivo de Fonte Francês) [5], 4 – Keila Cruz (Desportivo de Fonte Francês) [4], 2 – Bia – Beatriz Santos (Leixões, Portugal) [1]

Líbero: 13 – Juma – Esmenia Cardoso (Seven Stars)

Suplentes Utilizados: 1 – Carina Silva (ABC), 3 – Irina Delgado (Desportivo de Fonte Francês) e 7 – Janice Varela (Seven Stars)

Suplentes Não Utilizados: 10 – Alcione Silva (Desportivo de Fonte Francês), 11 – Telma Sanches (ABC), 12 – Mayara Silva (ABC) e 14 – Edna da Silva (ABC)

Selecionador: Américo Lopes (Butcha)

Adjunto: Emanuel Fortes (Kúk)

Preparador Físico: Célio Silva

Fisioterapeuta: Dara Gamboa

Manager: João Pedro Martins (Djonsa)

 

Veja lances do jogo:

 

 

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

eighteen + eight =