Alcídia Santos pondera deixar a arbitragem

Alcídia Santos pondera deixar a arbitragem

Partilhar com amigos

Alcídia Maria Silva dos Santos, nasceu a 14 de Julho de 1981, tem 38 anos de idade, em São Vicente-Cidade do Mindelo.

Árbitra de Futebol, fez o curso de arbitragem em Novembro de 2001, foi inscrita nessa formação,para além da sua paixão pelo desporto-rei, por influência de um compadre e amigo.

Alcídia Santos, como é conhecida no mundo desportivo, particularmente, no futebol, tinha na altura a consciência que ser árbitro de futebol, pendia para o mundo dos homens, sem qualquer tipo de receio foi conquistando o seu espaço, porque sabia que todas as formações de arbitragem na ocasião, eram para homens e mulheres.

Ela como acontece com todos ( árbitros), começou a estagiar nos jogos de formação, e, depois devido a sua perfomance, passou a fazer jogos de seniores, como quarto árbitro, estando assim muito mais próximo, de arbitrar um jogo a sério.

Tendo começado a arbitrar jogos de seniores, Santos tinha o caminho aberto para outras conquistas, como ser Árbitra Nacional e com o sonho de ser internacional, pois, o seu grande desejo na arbitragem, era chegar o mais longe possível.

O Sportsmídia sabe que Alcídia Santos teve o seu momento alto na arbitragem, quando em 2008, sete anos depois de ter iniciado, recebeu as insígnias da FIFA, pois, foi inscrita como Árbitra Feminina Internacional.

Alcídia Santos dirigiu o seu primeiro jogo internacional na Argélia, e foi coadjuvada, pelas colegas e amigas Irani Fortes e Carla Caetano, sendo a quarta árbitra a tanzaniana Florentina Zablon Chief, a camaronesa Souadatou Djallo-Kalkaba foi a comissária do deste jogo da CAF, com a equipa da casa (Argélia) a defrontar o Quénia, no dia 8 de Abril de 2016, para o Campeonato Africano das Nações.

No ano de 2014, foi como árbitra para os Jogos da CPLP de Sub-17 em Angola.

Mas também, teve a humildade de nos confidenciar, que o ano de 2019 foi o seu pior ano na arbitragem, porque não passou nos testes físicos obrigatórios, que lhe impedia de fazer aquilo que ela mais gostava, arbitrar jogos.

Houve outro jogo no Campo Bitim, de má memória para essa árbitra internacional.

Participou em várias formações ministradas aqui em Cabo Verde, entre as quais, uma dirigida por um instrutor da FIFA, a nível internacional recorda as que foram dirigidas na África, mais concretamente, Senegal, Egipto (duas vezes) e Camarões.

Alcídia Santos, condidenciou-nos em primeira mão que está a ponderar deixar a arbitragem ( com apenas 38 anos), primeiro porque com o nascimento da filha, tudo ficou mais complicado em gerir a tarefa de mãe e de árbitra, além de, sentir algo à sua volta, que não lhe motiva a fazer um grande sacríficio, alertando, que apesar disso, continua com a sua grande paixão pela arbitragem.

Aproveita para agradecer a todos aqueles, que de uma forma ou doutra lhe ajudaram a ser árbitra de futebol, um muito obrigado, aprendendo coisas interessantes e conhecer melhor o mundo do futebol.

SPORTSMÍDIA

 

 

Partilhar com amigos

Comentários

comentarios

Attachment

Leave a Comment

(required)

(required)

one × 2 =